Você sabe quais são as condecorações que o Exército possui? Confira as principais medalhas que fazem parte do acervo meritocrático do Exército Brasileiro neste artigo que o Estratégia Militares preparou para você!

O que são as condecorações militares?

As condecorações militares são premiações concedidas pelo alto comando das Forças Armadas (FAs) ou pelo alto escalão do governo federal aos militares e civis. Elas são dadas em reconhecimento a atos de heroísmo, a ações meritocráticas ou a desempenho extraordinário em determinadas funções ou missões. 

Essas comendas são divididas em:

  • Medalhas condecorativas; 
  • Cruzes; e
  • Ordens honoríficas.

No Brasil, a regulamentação dessas condecorações aconteceu no século XIX, quando o Imperador D. Pedro II criou um sistema de premiação aos cidadãos, fossem eles militares ou civis. 

Para ser condecorada, a pessoa deveria ter realizado serviços extraordinários em favor da humanidade em casos de combates, naufrágios, incêndios, pestes ou qualquer outra grande calamidade.

A partir do século XX foram criadas outras condecorações, além das diversas medalhas nas forças naval, aérea, no ministério da defesa e outras instituições da República. 

As cruzes condecorativas e as medalhas

A cruz condecorativa é também conhecida como ordem e se diferencia das medalhas pelo seu critério de seleção para os agraciados. A administração da ordem é feita por um conselho composto pelo:

  • Ministro de Estado da Defesa; 
  • Ministro de Estado das Relações Exteriores; 
  • Comandante do Exército; 
  • Chefe do Estado-Maior do Exército; 
  • Chefe do Departamento-Geral do Pessoal; e 
  • Um integrante do Alto Comando do Exército.

As cruzes condecorativas são consideradas os maiores agraciamentos que os militares podem receber. As condecorações, porém, são divididas em ordens, que variam o grau de importância da comenda.

Cruz de Campanha

Foi criada em 1921 e é entregue a militares e civis por serviços prestados durante a 1ª Guerra Mundial. Mesmo que o Brasil tenha entrado no conflito apenas em 1918, o país contribuiu com os Aliados, enviando um destacamento médico à Paris. 

Na época, os brasileiros socorreram e cuidaram dos enfermos, atingidos principalmente pela gripe espanhola.

As ordens do mérito

As ordens são brasões ou cruzes especiais que possuem graus diferentes de acordo com a comenda recebida pelo militar. Seus graus de diferenciação, em ordem crescente, são:

  • Cavaleiro;
  • Oficial;
  • Comendador;
  • Grande Oficial; e
  • Grã-Cruz.

Ordem do mérito militar

Foi criada em 1934 com objetivo de contemplar militares, civis ou instituições, sejam nacionais ou estrangeiras, que tenham prestado serviços relevantes à nação brasileira, mais especificamente ao Exército.

Ordem do Mérito Judiciário Militar

Em 1958 foi criada a ordem do mérito Judiciário Militar. Os elegíveis dessa comenda são os integrantes das Forças Armadas, da justiça militar da união, os magistrados, os juristas, os integrantes da defensoria pública da união e da advocacia geral da união, que se destacaram no desempenho de suas funções. Os graus da comenda, em ordem crescente são:

  • Bons serviços;
  • Distinção;
  • Alta distinção; e
  • Grã cruz.
Condecorações do exército brasileiro

Medalha Militar de Bons Serviços

Foi criada em 1901 e serve para recompensar os militares em serviço ativo que apresentaram bom desempenho em suas funções e não cometeram nenhuma transgressão ao longo da suas carreiras. 

Existem cinco graus diferentes para essas medalhas:

  • Bronze, para 10 anos de serviço;
  • Prata, para 20 anos de serviço;
  • Ouro, para 30 anos de serviço;
  • Ouro com passador de platina, para 40 anos de serviço; e
  • Platina, para 50 anos de serviço ativo.

Medalha de Campanha

Foi criada em 1944 e concedida aos militares das Forças Armadas brasileiras que participaram de operações de guerra, principalmente na 2ª Guerra Mundial. Além disso, é concedida apenas aos militares que não receberam nenhuma punição durante o conflito.

Medalha de Guerra

Foi criada em 1944 e condecorou militares que desempenharam serviços de alta performance durante a guerra ou que participaram de alguma missão especial do governo nessa época.

Medalha Cruz de Combate

Em 1944, o Exército Brasileiro criou a medalha Cruz de Combate, que condecora os militares que praticaram atos de bravura ou feitos excepcionais em situação de combate. Elas poderiam ser de 1ª ou 2ª classe. A de 1ª classe destinava-se ao militar que praticou o ato sozinho, enquanto a de 2ª classe destina-se aos militares que praticaram o ato em companhia de outros militares.

Medalha Sangue do Brasil

Criada em 1944, tinha o objetivo de condecorar militares e civis brasileiros que tinham atuado no teatro de operações na Itália durante a 2ª Guerra Mundial e acabaram feridos em consequência de alguma ação intencional do inimigo.

Essa medalha possui três estrelas na cor vermelha, em homenagem ao Brigadeiro Sampaio, patrono da Infantaria do Exército, que foi ferido na Batalha do Tuiuti.

Medalha do Pacificador

Em 1958, foi criada pelo Exército a medalha do Pacificador, destinada a militares e civis que prestaram serviços relevantes à força, ou que elevaram o prestígio da instituição com alguma ação específica. A medalha também pode ser atribuída se a pessoa desenvolveu relações de amizade entre o Exército e as forças militares de outras nações.

Medalha do Pacificador com Palma

Em 1965, foi adicionada uma nova versão da medalha do Pacificador, que foi designada como Medalha do Pacificador com Palma. Ela é concedida a militares do Exército que, em tempos de paz, realizaram algum ato de bravura, abnegação e que tenham colocado sua vida em risco.

Medalha de Serviço Amazônico

Criada em 1986, a medalha é destinada a condecorar os militares do Exército, em serviço ativo, que tenham prestado serviços relevantes em Organizações Militares na região amazônica. Ela se distingue em três graus, sendo:

  • Passadores e barretas de bronze (com uma castanheira), para militares que tenham completado dois anos de serviço na região;
  • Passadores e barretas de prata (com duas castanheiras), para militares que tenham completado cinco anos de serviço na região; e
  • Passadores e barretas de ouro (com três castanheiras), para militares que tenham completado dez anos de serviço na região amazônica.

Medalha Corpo de Tropa

Em 2004, foi criada a medalha Corpo de Tropa, com o objetivo de premiar os militares da força que prestaram bons serviços por mais de 10, 20 ou 30 anos ininterruptos na instituição. Elas são, respectivamente, de bronze, prata e ouro. 

Medalha Praça mais distinta

Criada em 2007, a medalha é utilizada quando o Exército Brasileiro visa condecorar soldados e cabos que estejam prestando serviço militar inicial e que tenham alcançado certos critérios. A análise é de responsabilidade dos comandantes das Organizações Militares (OMs) que verificam os seguintes critérios:

  • Resultados expressivos obtidos nas instruções de ordem unida, de tiro, e educação física;
  • Comportamento exemplar;
  • Pontualidade;
  • Apresentação pessoal, incluindo a aparência dos uniformes; e 
  • Espírito Militar.
Condecorações do exército brasileiro
Fonte: Medalha de Praça Mais Distinta / Wikicommons

Medalha Osório, o legendário

A medalha foi criada em 2008 em homenagem ao Marechal Manuel Luís Osório, que foi o líder brasileiro na Guerra do Paraguai. Essa medalha se destina aos militares que apresentam:

  • Excelente conduta civil e militar; e
  • Desempenho excepcional sucessivo nos TAF.

Medalha Mérito Aeroterrestre

Instituída em 2009, a medalha se destina a premiar militares paraquedistas, da ativa ou não, do Exército.  Os militares precisam se destacar pelo seu desempenho profissional, na conduta cívico-militar e pelos bons serviços prestados às organizações militares paraquedistas ou das forças especiais do exército. 

A medalha se divide em três graus: ouro, prata ou bronze.

Medalha Sargento Max Wolff Filho

Criada em 2010 em homenagem ao 2º Sargento Max, que morreu em combate na Itália, na 2ª Guerra Mundial. A medalha visa premiar os sargentos e subtenentes do serviço ativo ou não. Os militares que recebem essa medalha devem se destacar nos seguintes aspectos:

  • Atitude militar;
  • Liderança militar;
  • Qualidade do Trabalho;
  • Habilidade técnico-profissional;
  • Confiabilidade;
  • Camaradagem; e
  • Resistência Física e mental.

Medalha do Exército Brasileiro

Em 2016, foi criada a medalha do Exército Brasileiro que, apesar de ter esse nome específico, pode ser conferida a militares das demais forças e a civis que tenham praticado alguma ação de interesse do EB.

Medalha Soldado do Silêncio

Criada em 2019, a medalha é destinada a premiar militares que prestaram serviços notáveis ao Sistema de Inteligência do exército, ou exerceram alguma atividade de inteligência militar que deva ser destacada.

Então, você curtiu o artigo?  Conheça o banco de questões para as carreiras militares do Exército Brasileiro que o Estratégia Militares tem para você. Clique no banner abaixo e venha se preparar conosco. Vem ser coruja!

Referências

Você pode gostar também