Quer saber tudo sobre a Marinha do Brasil? Neste artigo o Estratégia Militares trouxe o que há de mais importante sobre essa renomada instituição, além de compartilhar com você qual é a melhor maneira de ingressar nessa carreira. Acompanhe o texto e fique por dentro de tudo! 

O que é a Marinha do Brasil?

A Marinha faz parte das Forças Armadas do Brasil. Além dela, o Exército e a Força Aérea também fazem parte desse grupo. A cada uma dessas forças cabe assegurar a territorialidade específica de sua atuação, seja no mar, na terra ou no ar. Dessa forma, cabe à Marinha a atuação em áreas marítimas e de guerra anfíbia.

O Artigo 142 da Constituição Federal de 1988 define: “as Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República”.

Qual é a função da Marinha?

Como mencionado acima, a Marinha integra o seleto grupo que faz parte das Forças Armadas. Por isso, sua função está diretamente relacionada à defesa da soberania nacional. Uma das principais formas de fortalecer e assegurar essa soberania é pela defesa das faixas fronteiriças, minimizando as ilicitudes criminais. 

Enquanto ao Exército é destinada uma faixa fronteiriça terrestre de 15.735 km, à Marinha destina-se uma fronteira marítima de 7.367 km. Ambos os números representam a grandiosidade de nosso país e, por isso, a forte necessidade de protegê-lo a todo custo ㅡ missão das Forças Armadas.

Essa missão está explícita na segunda parte do já citado artigo 142 da Constituição Federal de 1988: “destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem“.

Como ingressar na Marinha?

Baseado em seus preceitos e na sua honrosa missão, é comum que muitos homens e mulheres de todo o Brasil demonstrem interesse pela carreira militar. Pensando nisso, o Estratégia Militares trouxe a você quais são as principais formas de ingresso e os concursos mais badalados para o ingresso na Marinha. Confira!

O ingresso na Marinha ocorre por 3 diferentes meios: 

  1. Concurso público: para aqueles que almejam seguir uma carreira militar;
  2. Processo seletivo: para militares temporários; e
  3. Alistamento: para o serviço militar obrigatório. 

Abaixo, segue uma lista dos principais concursos da Marinha:

ConcursoIdade no ano da provaEscolaridade na Matrícula
Colégio Naval (CN)Mínima: 14 anos
Máxima: 16 anos
Ensino Fundamental completo
Escola Naval (EN)Mínima: 17 anos
Máxima: 21 anos
Ensino Médio completo
Escola de Aprendizes de Marinheiro (EAM)Mínima: 17 anos
Máxima: 21 anos
Ensino Médio completo
Soldado Fuzileiro NavalMínima: 17 anos
Máxima: 21 anos
Ensino Médio completo
Sargento Músico Fuzileiro NavalMínima: 17 anos
Máxima 21 anos
Ensino Médio completo
Corpo Auxiliar de Praças (CAP)Mínima: 17 anos
Máxima: 23 anos
Ensino Médio e Técnico completos
Quadro Técnico de Praças da Armada (QTPA)Mínima: 17 anos
Máxima: 23 anos
Ensino Médio e Técnico completos
Quadro de Apoio – Corpo de Saúde Marinha (CSM-S)Máxima: 34 anosEnsino Superior na área pretendida
Médicos (CSM-Md)Máxima: 34 anosEnsino Superior na área pretendida
Engenheiros (CP-CEM)Máxima: 34 anosEnsino Superior na área pretendida
Capelães Navais (CP-CapNav)Mínima: 29 anos
Máxima: 39 anos
Ensino Superior e atuação como Sacerdote ou Pastor
Cirurgião-Dentista (CSM-CD)Máxima: 34 anosEnsino Superior na área pretendida

Para obter mais informações sobre os concursos acima, confira estes artigos: Marinha do Brasil: como servir?, CIAWMédico da Marinha.

Mulher na Marinha

Quando o assunto é o serviço militar feminino, a Marinha do Brasil é pioneira. Enquanto muitas outras forças militares ainda eram contra a participação da mulher, a MB já contava com elas desde 1980. Naquele ano, a Lei 6.807 permitiu o ingresso feminino por meio do Corpo Auxiliar Feminino da Reserva da Marinha (CAFRM).

Inicialmente, o CAFRM foi responsável por permitir o ingresso das mulheres na Marinha por meio de seus dois quadros: Quadro Auxiliar Feminino de Oficiais (QAFO) e Quadro Auxiliar Feminino de Praças (QAFP). 

Posteriormente, em 1997, a criação da Lei 9.519 resultou na extinção do CAFRM. Consequentemente, as mulheres que faziam parte do Corpo Auxiliar passaram a integrar os respectivos quadros existentes para os homens. Essa atitude ratificou o compromisso da Marinha com a luta pela igualdade de direitos.

Atualmente, as mulheres merecidamente ocupam os mais diversos Corpos e Quadros na Marinha do Brasil e, pelo sucesso e bravura demonstrados em suas atuações, a partir de 2022, também ingressarão nas Escolas de Aprendizes-Marinheiros, como integrantes no Corpo de Praças da Armada (CPA), participando, assim, das fileiras operacionais da MB.

Postos e Graduações da Marinha

Muito se fala em patentes, mas você sabe o que elas, de fato, representam na vida castrense? As patentes denotam o nível hierárquico que o militar ocupa no contexto em que está inserido. Não há o que se complicar. Assim como em uma empresa, no militarismo também existe o chefe (comandante) e o colaborador (comandado). Aqui, a única diferença é a denominação de cada cargo. 

Desse modo, a divisão começa pela diferença entre Posto e Graduação. Enquanto o posto se refere aos cargos ocupados pelos oficiais, a graduação está diretamente ligada aos praças. Para ficar mais claro, confira a tabela! 

QUADROSPOSTOS E GRADUAÇÕES
Oficiais GeneraisAlmirante, Almirante de Esquadra, Vice-Almirante e Contra-Almirante.
Oficiais SuperioresCapitão de Mar e Guerra, Capitão de Fragata e Capitão de Corveta.
Oficiais IntermediáriosCapitão-Tenente.
Oficiais Subalternos1º e 2º Tenente; e Guarda-Marinha (Praça Especial).
PraçasSuboficial; 1º,2º e 3º Sargento; Cabo; e Marinheiro.

Remuneração na Marinha do Brasil

Atualmente, com a crise econômica vivenciada por todos no Brasil, um dos grandes atrativos da carreira militar é a estabilidade adquirida por meio de uma remuneração digna e condizente com a atividade. 

Desse modo, muitos procuram saber qual é o valor recebido por um militar das Forças Armadas. Ainda assim, grande parte se confunde por não saber as especificidades que são atribuídas em uma remuneração militar. 

A remuneração militar é composta por duas partes, uma fixa (soldo) e outra variável (adicionais). A parte fixa é aquela que todos encontram ao pesquisar pela tabela de salário militar, já a parte variável é individual e varia de acordo com a quantidade de cursos, além da localidade de serviço e do tempo de carreira. 

Agora que você já entendeu como é composta a remuneração de um militar, confira a tabela atualizada do soldo!

POSTOS e GRADUAÇÕESSOLDO 
AlmiranteR$ 14.031,00
Almirante de EsquadraR$ 13.471,00
Vice-AlmiranteR$ 12.912,00
Contra-AlmiranteR$ 12.490,00
Capitão de Mar e GuerraR$ 11.451,00
Capitão de FragataR$ 11.250,00
Capitão de CorvetaR$ 11.088,00
Capitão-TenenteR$ 9.135,00
1º TenenteR$ 8.245,00
2º TenenteR$ 7.490,00
Guarda-MarinhaR$ 6.993,00
SuboficialR$ 6.169,00
1º SargentoR$ 5.483,00
2º SargentoR$ 4.770,00
3º SargentoR$ 3.825,00
CaboR$ 2.627,00
MarinheiroR$ 1856,00

Gostou do texto, guerreiro? Então, continue acompanhando o Estratégia Militares! Assim, você fica cada vez mais perto da sua aprovação. Não navegue sozinho! Clique no banner e conheça os nossos cursos preparatórios! Vem ser coruja!

Conteúdos relacionados:

Texto: Jared Pereira

Curso Online para provas da Marinha - Estratégia Militares
0 Shares:
Você pode gostar também