Você quer saber quem são os responsáveis por monitorar os voos que ocorrem no espaço aéreo brasileiro? Neste artigo, o Estratégia Militares trouxe o que há de mais importante sobre o Controle de Tráfego Aéreo. Acompanhe e descubra!

O que é Controle de Tráfego Aéreo?

Como o nome sugere, o Controle de Tráfego Aéreo é a atividade responsável por controlar e guiar o trânsito no espaço aéreo. Essa missão permite a segurança de todos que circulam nesse meio. 

Com o intuito de alcançar o melhor resultado possível, o Controle de Tráfego Aéreo conta com profissionais extremamente qualificados para fornecer um apoio efetivo aos pilotos e tripulantes das aeronaves. Esses profissionais podem ser militares ou civis.

BCT EEAR

Como já foi dito, o Controlador de Tráfego Aéreo pode ser civil ou militar. O integrante da Força Aérea Brasileira que atua como Controlador é formado pela Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).

Na EEAR existem diversas especialidades, que podem ser  divididas de duas formas. Confira!

  1. As especialidades são dividas em Grupamento Básico (B) ou Grupamento de Serviço (S). Por esse motivo, as siglas das especialidades começam com B e com S, respectivamente; e
  2. Além da divisão mencionada, as especialidades são divididas em dois campos de atuação: aeronavegantes e não aeronavegantes.

Agora que você entendeu a divisão entre as especialidades, fica mais claro o porquê da sigla do Controlador de Tráfego Aéreo começar com B. 

Nessa área, são exigidos alguns pré-requisitos, sendo um deles o amplo domínio da língua inglesa, tanto para compreensão quanto para a comunicação, uma vez que a maioria dos comandos e contatos entre os controladores de voo e as aeronaves ocorrem nesse idioma.

A rotina do BCT é tão pesada que os alunos dessa especialidade são os primeiros a chegarem e os últimos a saírem. Estudos, carga elevada de trabalho, alto índice de exigência no serviço, exames psicológicos rotineiros, escala de serviço diferenciada e inglês afiado são exigências dessa profissão.  

Como funciona o Controle de Tráfego Aéreo?

Para orientar a locomoção dos automóveis, a rodovia é demarcada por diversos indicadores, como placas, radares de velocidade, sinalizadores, e muito mais. Naturalmente, devido a sua utilidade no dia a dia, estamos acostumados a vê-los e a interpretá-los. 

No entanto, como poderíamos empregar o uso de uma placa de sinalização no ar? É aí que entra a atuação e o funcionamento do Controle de Tráfego Aéreo, uma vez que não é possível construir vias organizadas no ar da mesma maneira que as rodovias são planejadas.

O Controle de Tráfego Aéreo ocorre por uma intrincada rede de comunicação aeroespacial que, de forma simplificada, liga o piloto da aeronave à torre de Controle de Tráfego Aéreo. Essa comunicação entre o Controlador e o piloto permite que os aviões se movimentem de maneira segura.

Para atender a demanda de serviço exigida, é preciso que o Controlador tenha raciocínio rápido, visão espacial e capacidade de concentração, já que a comunicação ocorre de maneira rápida e cada informação dada pelo controlador implica  diretamente na decisão final do piloto, podendo salvar ou destruir vidas. 

O que é preciso para ser um Controlador de Tráfego Aéreo?

Atualmente, existem duas principais formas para se tornar um controlador de tráfego aéreo. São elas: 

  1. Concurso Militar da EEAR: A Escola de Especialistas de Aeronáutica abre inscrições para BCT duas vezes ao ano. Além disso, por ser uma das principais especialidades, é uma das opções que mais oferecem vagas. Vale ressaltar que ambos os sexos podem se inscrever.
  2. Concurso Público da Infraero: A formação civil ocorre no Instituto de Controle de Espaço Aéreo (ICEA) em um período de 10 meses.

Qual é a remuneração?

A remuneração média desse profissional no meio civil é próxima de R$ 7.000,00. Já a remuneração referente ao cargo de Controlador de Tráfego Aéreo militar varia, visto que o valor depende da graduação e do posto do integrante da Força Aérea. Vale ressaltar que o BCT começa como 3º Sargento e pode chegar a Coronel.

Para facilitar a visualização desses valores, confira a tabela abaixo!

POSTOS E GRADUAÇÕESSOLDO
CoronelR$ 11.451,00
Tenente-CoronelR$ 11.250,00
MajorR$ 11.088,00
CapitãoR$ 9.135,00
1º TenenteR$ 8.245,00
2º TenenteR$ 7.490,00
SubtenenteR$ 6.169,00
1º SargentoR$ 5.483,00
2º SargentoR$ 4.770,00
3º SargentoR$ 3.825,00

Gostou do texto? Então, continue acompanhando o Estratégia Militares. Assim, você alça voo de forma contínua e eficiente até alcançar a tão sonhada aprovação. Não perca tempo, clique no banner e confira os nossos cursos preparatórios!

Banner Estratégia Militares
0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também
CIAA
Leia mais

CIAA: tudo sobre a instituição!

Você quer saber tudo sobre o Centro de Instrução Almirante Alves (CIAA)? Neste artigo, o Estratégia Militares traz…
CIABA
Leia mais

CIABA: tudo sobre a instituição!

Você quer saber tudo sobre uma das maiores instituições de ensino náutico da América? Neste artigo, o Estratégia…