Você é daqueles que curtem ação? Então, aqui vai uma sugestão: leia o artigo que o Estratégia Militares produziu sobre o PARA-SAR e embarque nessa história sobre a tropa de elite da Força Aérea Brasileira! 

O que é o PARA-SAR?

Ao dividirmos o nome, nota-se que a parte inicial, “PARA”, faz referência aos audazes paraquedistas que se lançam no desconhecido. Já a segunda parte, “SAR”, deriva do inglês Search and Rescue ㅡ Busca e Salvamento. 

Unindo as duas partes, temos que o PARA-SAR é a unidade de elite da Força Aérea Brasileira que, por meio de seus paraquedistas altamente especializados, atua em missões de busca e salvamento

Denominado de Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS), os militares que fazem parte da unidade de Busca e Salvamento são altamente adestrados. Para alcançarem o título de Pastores ㅡ designação dada à elite do PARA-SAR ㅡ os guerreiros passam por uma das formações militares mais intensas do mundo.

História do PARA-SAR

Durante a Segunda Guerra Mundial, as forças nazistas da Alemanha foram as primeiras a utilizarem intensivamente os paraquedistas com o intuito de adentrar sob a linha inimiga sem precisar, de fato, quebrar a barreira de defesa.

Até então, pouco se sabia da importância do uso dos paraquedistas em missões de busca e salvamento. Prioritariamente, esses militares eram considerados máquinas de guerra, e não cães pastores que buscavam o rebanho desgarrado. 

Contudo, ao longo da Guerra, essa força demonstrou a sua utilidade nas atividades de Busca, Salvamento e Captura, uma vez que muitos pilotos ejetados começaram a ser resgatados ou capturados. Esse ponto foi um diferencial no rumo que a Guerra tomaria dali em diante. 

Ao perceber o grande potencial do uso de paraquedistas em missões de resgate, Achiles Hipólito Garcia Charles Astor, instrutor da antiga Escola de Aeronáutica do Campo dos Afonsos, incentivou a utilização de paraquedistas em missões de salvamento e resgate no Brasil. Assim, em 1963 surge o EAS conhecido mundialmente como PARA-SAR. 

Cabe ressaltar que o primeiro homem a se lançar de uma aeronave militar em voo, no Brasil, foi o mesmo que incentivou o uso de paraquedistas para missões de busca e salvamento ㅡ o instrutor Charles Astor.

PARA-SAR
Atualmente, o uso de paraquedistas em combate ou em resgate é fundamental para o sucesso das missões.

Curso PARA-SAR

Após 47 anos na localidade do Campo dos Afonsos (RJ), o PARA-SAR foi transferido, em 2010, para a Base Aérea de Campo Grande (MS). Essa mudança foi necessária para acompanhar a evolução crescente do Esquadrão de elite. 

Atualmente, além da posição estratégica centralizada, a unidade de elite conta também com a possibilidade de operar por meio de três tipos de aviação da FABCaça (Esquadrão Flecha), Busca e Salvamento (Esquadrão Pelicano) e Transporte (Esquadrão Onça). 

Toda essa infraestrutura permite que o Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS) desenvolva, com maestria, diversos cursos que são responsáveis pela defesa do nosso território e daqueles que nele habitam.

Como ingressar no PARA-SAR?

O ingresso no Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS) é exclusivo aos militares que constituem o Quadro de Praças ou Oficiais da FAB. Abaixo, confira como ocorre o ingresso de cada posto e graduação no PARA-SAR.

Soldados e Cabos no EAS

Para ingressarem na unidade de elite da Força Aérea Brasileira, os soldados e os cabos devem passar por uma série de etapas. São elas:

  1. Seleção Especial;
  2. Formação Militar Profissional; e
  3. Curso de Paraquedista da Força Aérea.

Sargentos e Oficiais no EAS

Os sargentos e oficiais só passam a integrar o grupo de elite do PARA-SAR após uma longa e árdua formação militar. Ao todo, os militares devem passar por sete cursos. São eles: 

  1. Paraquedista da Força Aérea;
  2. Salto Livre Militar;
  3. Mestre de Salto;
  4. Precursor de Força Aérea;
  5. Mergulho Autônomo;
  6. Busca e Resgate em Combate (C-SaR); e
  7. Curso de Comandos de Força Aérea (CCFA).

Informações Gerais

Os cursos citados, em geral, seguem a ordem descrita acima, ou seja, para ingressar no segundo curso da lista é necessário que o militar tenha passado pelo primeiro e assim ocorre sucessivamente até chegar no último curso.

Cabe ressaltar que o uso do gorro laranja ㅡ característico das forças de Busca e Salvamento ㅡ só ocorre após a conclusão do curso de Busca e Resgate em Combate (C-SaR).

Por fim, o Curso de Comandos de Força Aérea é a última formação pela qual os militares devem passar se quiserem fazer parte do seleto grupo da Ordem dos Pastores, que conta com aproximadamente 200 membros. Com a finalidade de equiparar as qualidades do animal ao militar, esse apelido deriva do cão conhecido como “Pastor-Alemão”. 

Algumas das características do animal são exigidas aos militares de elite. São elas:

  • Adestramento;
  • Amizade;
  • Lealdade;
  • Vigilância; e 
  • Se for necessário, agressividade.

Quanto ganha um oficial do PARA-SAR?

A remuneração de um oficial integrante da tropa de elite da Força Aérea Brasileira é nivelada pela tabela de soldo dos oficiais das Forças Armadas. Vale lembrar que, assim como no Exército e na Marinha, na Aeronáutica o salário é composto por duas partes: uma parte fixa (soldo) e uma parte variável (gratificações).

Abaixo, confira a tabela dos soldos dos oficiais da FAB:

POSTOSOLDO
Marechal do ArR$ 14.031,00
Ten. Brigadeiro do ArR$ 13.471,00
Major BrigadeiroR$ 12.912,00 
BrigadeiroR$ 12.490,00
CoronelR$ 11.451,00
Tenente-Coronel R$ 11.250,00
MajorR$ 11.088,00
CapitãoR$ 9.135,00
1º TenenteR$ 8,245,00
2º TenenteR$ 7.490,00

Como já foi mencionado, a remuneração do militar é composta por duas partes, sendo o soldo uma delas. Desse modo, é comum que o salário inicial de um oficial do PARA-SAR ultrapasse a marca dos R$ 10.000,00.

PARA-SAR: “nossa lida, vossa vida”.

(Lema do EAS)

Gostou do texto, guerreiro? Então, não vacile! Continue acompanhando o Estratégia Militares e fique por dentro de tudo o que há sobre a vida militar. Não perca tempo, clique no banner e conheça os nossos cursos preparatórios! Vem ser coruja!

Banner Estratégia Militares

Texto: Jared Pereira

Você pode gostar também