Você quer saber tudo sobre o Centro de Instrução Almirante Alves (CIAA)? Neste artigo, o Estratégia Militares traz tudo sobre essa instituição de ensino da Marinha do Brasil, além de compartilhar com você quais são as principais formas de ingresso nessa carreira. Acompanhe e descubra!

O que é o CIAA?

O Centro de Instrução Almirante Alexandrino é responsável por formar e aperfeiçoar os sargentos da Marinha do Brasil, tendo papel fundamental no fortalecimento das Forças Armadas.

A origem do CIAA remonta ao século passado. Para conhecer essa história, confira os acontecimentos relacionados à instituição:

  • 1836: o Quartel de Marinheiros (QM) foi criado pelo decreto nº 49 do Governo Imperial;
  • 1958: o QM foi instalado na atual localidade do Rio de Janeiro;
  • 1987: o QM assumiu nova missão, tornando-se parte do Sistema de Ensino Naval e incorporando ao Centro de Instrução Almirante Cunha Moreira (CIACM); e
  • 1993: teve sua denominação alterada para Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA), pelo Decreto de 13 de maio.

Informações gerais

O Almirante Alexandrino deixou sua marca na história e, por isso, foi escolhido como patrono do Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA). O Estratégia Militares traz um pouco sobre a trajetória dele para você! 

Logo após sua formação, o militar encaminhou um requerimento ao Imperador D.Pedro II para ser empregado na Esquadra em operações na Guerra contra o Paraguai. Embora desempenhasse sua função de forma exímia, Alexandrino não recebeu autorização para embarcar na missão devido a sua pouca idade.

Em 1868, foi declarado Guarda Marinha e serviu na Divisão Naval de Montevidéu. Ao longo da carreira, comandou diversas embarcações, como os Encouraçados “Riachuelo” e “Aquidabã”, além de ter sido Chefe do Estado-Maior da Armada.

Marcou efetivamente a sua história ao exercer, em três ocasiões distintas, o cargo de Ministro da Marinha. Entre seus feitos, destacam-se:

  • Condução da reforma das repartições da Marinha;
  • Criação da Aviação Naval, da Flotilha de Submarinos e da Escola de Guerra Naval; e
  • Criação do dia do Marinheiro, no dia do nascimento do Almirante Tamandaré. 

Como ingressar no CIAA?

Ficou interessado em entrar na CIAA? Para ingressar, é necessário prestar concurso militar de nível técnico. As duas principais formações estão relacionadas ao Corpo de Auxiliar de Praças (CAP) e ao Quadro Técnico de Praças da Armada (QTPA).

Ambas as provas possuem formatos semelhantes, são constituídas por 50 questões objetivas específicas e uma redação dissertativa-argumentativa. Além do Exame Intelectual, o candidato passa por outras 5 etapas eliminatórias. Confira abaixo:

  1. Inspeção de Saúde;
  2. Teste de Aptidão Física ㅡ corrida e natação;
  3. Verificação de Dados Biográficos;
  4. Verificação de Documentos; e
  5. Avaliação Psicológica.

Edital CIAA

Como já vimos, para ingressar no CIAA é necessário ser aprovado no QTPA ou no CPA. Para isso, é necessário ser instruído quanto às especificidades relativas ao edital de ambos os concursos de nível técnico. 

Dentre as semelhanças entre os pré-requisitos do CPA e do QTPA podemos destacar:

  • Ser brasileiro nato ou naturalizado;
  • Ter 18 anos completos e menos de 25 anos de idade no dia 1º de janeiro do ano do curso;
  • Formação no curso técnico de nível médio relativo à Área Técnica a que concorre;
  • Possuir idoneidade moral;
  • Estar em dia com as obrigações do Serviço Militar e da Justiça Eleitoral; e
  • Estar registrado no órgão fiscalizador da especialidade que optou por concorrer.

A principal diferença entre o CAP e o QTPA está relacionada a quem pode prestar o concurso. Enquanto no CAP ambos os sexos podem participar, o QTPA é exclusivo para o sexo masculino.

Cursos

O Centro de Instrução Almirante Alexandrino é responsável por ministrar os seguintes cursos:

  1. Curso de Formação para praças da ativa e da reserva, com destaque para o CPA e o QTPA.
  2. Curso de Especialização e Aperfeiçoamento para Praças; e
  3. Cursos Especiais, Expeditos e Extraordinários.

Sobre o CAP:

Concurso voltado para candidatos que possuam formação completa em Ensino Médio Técnico. Vale ressaltar que na formação do CAP, as mulheres também podem ingressar.

As áreas abertas do último concurso foram: Administração, Estatística, Eletrônica, Gráfica, Marcenaria, Metalurgia, Meteorologia, Motores, Geodésia e Cartografia, Enfermagem, Estruturas Navais e Mecânica.

O curso possui 17 semanas de formação e o militar sai graduado como Cabo. Após seis anos, pode fazer um curso para se habilitar como Sargento e assim por diante, até chegar a Suboficial.

Outra opção é fazer um curso de Nível Superior com o objetivo de prestar concurso interno para oficial quando estiver na graduação de 3º Sargento.

Sobre o QTPA:

Forma praças em nível médio técnico em duas áreas:

  1. Eletroeletrônica: Técnico em Automação Industrial, Eletromecânica, Eletroeletrônica, Eletrônica, Eletrotécnica, Eletrotécnica Naval e Mecatrônica; e
  2. Mecânica: Técnico em Manutenção de Máquinas Pesadas, Manutenção Automotiva, Mecânica, Mecânica de Precisão, Mecânica Naval, Mecatrônica, Refrigeração e Climatização.

Os aprovados são convocados para o Período de Adaptação de 4 semanas. Após a conclusão desse período, ocorre o Curso de Formação de Sargentos (C-FSG) com dois módulos, a saber:

  1. Formação militar para habilitar o futuro sargento às atividades inerentes ao exercício de suas funções; e
  2. Compatibilização técnica para a especialização. Amplia e adequa o conhecimento integrando-o às especialidades de Comunicações Interiores (CI), Eletricidade (EL), Máquinas (MA) e Motores (MO).

Após o final do módulo I, acontece a escolha das especialidades por ordem baseada no mérito. Ao final do C-FSG, os alunos aptos ingressam no Curso de Subespecialização de Submarinos para Praças, com duração de 24 semanas no Centro de Instrução e Adestramento Almirante Áttila Monteiro Aché (CIAMA).

Vale ressaltar que durante o curso de formação, o aluno é equiparado à graduação de Cabo, fazendo jus à remuneração de R$ 3.400,00. Depois de formado, o aluno é habilitado no quadro de praças, na graduação de Sargento, com remuneração de aproximadamente R$ 5.000,00

Gostou do texto? Então, continue acompanhando o Estratégia Militares! Assim, você fica por dentro de tudo o que há de mais importante na vida militar, além de receber dicas fundamentais para alcançar a sua aprovação. Não perca tempo, clique no banner e conheça os nossos cursos preparatórios!

Banner Estratégia Militares
0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também